Vamos revisar a tabuada?

Jogos e brincadeiras para entreter, desafiar e reforçar o conteúdo

Juliana Lambert

Objetivos:
Promover a revisão e a fixação da tabuada
Propor desafios e atividades lúdicas para estimular a reflexão e criar um repertório de estratégias
Relacionar a adição com a multiplicação e estimular o aluno a aplicar o conteúdo em seu cotidiano

 

Shutterstock

Que tal aproveitar as últimas semanas de aula para promover uma divertida revisão da tabuada e verificar se a turma assimilou o conteúdo? De acordo com as professoras Júlia Russo e Lucy Feher do Nascimento, do Ensino Fundamental do Colégio Vértice, em São Paulo, SP, a tabuada é um dos conteúdos que oferece maior dificuldade de assimilação pelas crianças. "Antigamente, os alunos decoravam e não entendiam o seu mecanismo. Para melhor compreensão, optamos por jogos e brincadeiras para iniciar e também rever o conteúdo", afirma Júlia. Maria Cecília Rizo Pereira, coordenadora pedagógica da Escola Municipal Doutor Francisco Marques Bonilha, de Martinópolis, SP, conta com o auxílio da informática para promover a revisão da tabuada. "Trabalhamos o conceito desde o 1º ano do Ensino Fundamental, com atividades no papel quadriculado e em situações-problema, propostas por meio de desenhos e de jogos", acrescenta. Para o Instituto de Educação Integral Asa Norte, em Brasília, DF, a matemática deve ser trabalhada de forma prazerosa. "Muitas atividades são propostas para motivação, construção, fixação ou mesmo revisão de conteúdos. A ideia é estimular a reflexão, as novas descobertas e o confronto de estratégias", comenta a coordenadora de Matemática, Silvana Iunes. Acompanhe as atividades sugeridas pelas educadoras.

 

Na base da brincadeira
No Colégio Vértice, a revisão da tabuada ao final do ano é uma divertida brincadeira. Confira as atividades realizadas com os alunos do 2º ano:

 

É preciso pensar!
No Instituto Integral de Educação, a revisão da tabuada é feita com alunos de 4º e 5º anos. Acompanhe as atividades:

Boliche com garrafas pet
1. Separe 10 garrafas pet e coloque em cada uma delas uma quantidade diferente de bolinhas de gude, de 1 a 10.
2. Posicione as garrafas como em um jogo de boliche e dê início.
3. O aluno deverá arremessar a bola e multiplicar o número de garrafas derrubadas pelo número de bolinhas de gude encontradas. Se derrubar 3 garrafas e encontrar 6 bolinhas, terá que resolver a operação 3 X 6.

 

Bingo!
1. Distribua uma folha de papel A4 para cada aluno e peça para que dividam em 8 espaços, como uma cartela de bingo.
2. Solicite que escrevam resultados conhecidos por eles em cada um dos espaços. Exemplos: 28, 32, 72
3. Prepare algumas operações e coloque-as em um saco. Sorteie e "cante" as operações. Exemplo: 4 X 7.
4. Quem conseguir preencher a cartela primeiro deverá gritar bingo.
Sugestão: Para o jogo ficar mais divertido, inclua a opção "linha" para quem concluir quatro números primeiro.

 

Dica!
Vale incluir prêmios para cada rodada, como chocolates e balas. A recompensa ajuda a motivar e a criar um clima de competição.

 

Campeonato de tabuada
1. Divida a turma em dois grupos ou combine com outros professores para promover um campeonato de tabuadas entre classes.
2. Prepare algumas operações e escreva-as em papeizinhos, que deverão ser colocados em uma caixa. Exemplo: 3 X 5
3. Peça para que um aluno retire uma operação e informe o resultado. Se ele não souber, poderá usar a "ajuda dos universitários", isto é, dos alunos que já dizem saber a resposta.
4. Ganha o grupo que acertar mais resultados.

 

Dica!
Como é um campeonato, vale improvisar um pódio, criar medalhas e faixas de campeão.

 

<

Corrida da multiplicação
1. Com cartolina e canetas coloridas, construa 100 fichas com todas as tabuadas.
2. Cada ficha deverá conter uma face com a operação e outra com o resultado. Exemplo: 2 X 3 (frente) e 6 (verso).
3. Distribua os alunos em grupos e dê início ao jogo. Cada criança deverá retirar uma ficha, ler a operação e dizer a resposta. Se errar, passa a vez para o outro grupo.
4. Ao final de cada rodada, o grupo vencedor recebe uma tampinha, palitos ou qualquer outro objeto para facilitar a contagem.
5. Nas duas primeiras rodadas, disponha as fichas enfileiradas e em ordem crescente, com a operação para cima e o resultado escondido.
6. Promova mais duas rodadas com as operações em ordem decrescente.
7. Prossiga por quatro rodadas com as fichas embaralhadas, com a operação para cima e o resultado escondido.
8. Nas duas últimas rodadas, as fichas devem estar embaralhadas, mas com o resultado para cima.
9. Ganha a corrida quem conseguir passar pelas dez rodadas primeiro.

 

Tabuada e informática
Na Escola Municipal Doutor Francisco Bonilha, o trabalho de revisão ganha o auxílio da informática nas turmas de 3º ano. Acompanhe: