Disciplinas

Envie para um amigoImprimir

Português

Hoje é dia de poesia

Aproveite o mês de março para realizar atividades que encantam, estimulam a criatividade e o gosto pela leitura

Por Juliana Lambert


Objetivos:
Promover o contato dos alunos com diferentes textos poéticos
Estimular o gosto pela leitura
Treinar a leitura em voz alta, cadência e entonação
Ampliar o vocabulário
Conhecer a biografia de diferentes autores
Incentivar a criatividade



U
ma manifestação literária
que tem todos os ingredientes para encantar, estimular a reflexão, ampliar o vocabulário e incentivar o gosto pela leitura. Assim é a poesia, um gênero ainda mais lembrado no mês de março, quando é comemorado o Dia Nacional da Poesia (14 de março) e o Dia Mundial da Poesia (21 de março). Levar textos poéticos para a sala de aula só traz benefícios aos pequenos. “A poesia tem uma sonoridade que por si só já encanta. Como as estrofes, geralmente, são formadas de versos curtos, a criança olha para a imagem textual e se sente tentada a ler. Dependendo da faixa etária, o aluno poderá se desmotivar se tiver que ler um texto muito longo”, conta Débora Richter, professora do 4º ano do Ensino Fundamental I do Colégio Bialik, em São Paulo (SP). As poesias também englobam as parlendas, os versinhos e textos rimados, que são modalidades muito apreciadas pelas crianças e fazem parte do cotidiano, desde as primeiras interações com a família. “Quem nunca cantou ‘corre cutia, na casa da tia, corre cipó na casa da vó...’ ou declamou ‘batatinha quando nasce, se esparrama pelo chão, a menina quando dorme põe a mão no coração’, bem antes de entrar no universo letrado e ser alfabetizado?”, observa Débora Richter. Conhecer a biografia dos autores é essencial para que haja a contextualização do trabalho com poesias.

“Ao conhecer a vida do autor, a obra torna-se mais rica, pois é possível reconhecer em que circunstâncias este sujeito se constituiu enquanto autor, suas influências, sua história familiar e trajetória profissional. O escritor torna-se uma pessoa real e cria no aluno a sensação de também poder tornar-se autor”, explica a professora do Colégio Bialik. Ela acredita que a poesia dá margem ao desenvolvimento de habilidades nos campos cognitivo e emocional: “A poesia encanta, emociona, faz rir e faz chorar. É um gênero que humaniza e a criança é capaz de subjetivar-se. Ou seja: ao ler um texto escrito por outro, tem a chance de entrar em contato com si mesma e com seus conflitos, que muitas vezes, são retratados pelos poemas”. Outra vantagem é a métrica da poesia, que permite a criação de uma sonoridade agradável e torna possível memorizar e repetir em pouco tempo.

“O caráter lúdico traz de volta as brincadeiras infantis, tão esquecidas nesses tempos de nanotecnologia. Além de ser fácil de ler, oferece uma diversidade de temas que enriquece o vocabulário dos alunos”, reforça Débora Richter. O Colégio Itatiaia, também na capital paulista, vai aliar o Ano Internacional das Florestas com um estudo sobre poesia. “Resolvemos unir as duas propostas para aprofundar o conteúdo, ajudar os alunos a interpretar melhor as obras e incentivar suas produções. O projeto prevê pesquisas um amplo estudo sobre os principais autores. Os alunos ficaram bastante empolgados com a ideia de realizar um trabalho de conscientização por meio de poemas e a utilização de rimas. Também vamos confeccionar camisetas com trechos de poemas escritos por poetas famosos, relacionados às temáticas da natureza”, conta Valéria Thomazini, professora do 5º do Ensino Fundamental do Colégio Itatiaia. Inspirese com as atividades sugeridas pelo Colégio Bialik!

Dica de leitura!
Duas Dúzias de Coisinhas à-toa que Deixam a Gente Feliz
A linguagem poética é utilizada para retratar que a felicidade é feita de pequenas coisas, que acontecem de repente e podem passar despercebidas.
Autores: Otávio Roth e Ruth Rocha
Editora: Editora Ática
Preço: R$ 17,90
Onde encontrar: www.atica.com.br

Dica esperta!
De acordo com a professora do Colégio Bialik, há inúmeros poetas e poetisas que produzem obras de altíssima qualidade e adequadas ao alunos do Ensino Fundamental I: “Costumo trabalhar Cecíla Meirelles, Vinicius de Moraes, Elias José, José Paulo Paes, Lalau e Laurabeatriz, Carlos Drummond de Andrade, Pedro Bandeira, Tatiana Belinky, Sylvia Orthof, Otávio Roth, Cora Coralina, entre outros”.

 

 

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>

Receba sempre em primeira mão nossas novidades e conteúdo exclusivo.