Matemática

Vamos por partes

Trabalhe as frações de forma lúdica e concreta, estimlando os alunos a perceber como usá-las no cotidiano

Por Jacqueline Ribeiro Garcia

Objetivos:
Desenvolver o conceito de frações
Explorar as ideias básicas de fração de um inteiro
Comparar frações

Faixa etária:4º ano



Foto: Shutterstock

Você só terminou metade da lição! Quero comer ¼ da pizza! Os números naturais muitas vezes são insuficientes para representar determinadas situações do dia a dia e o jeito é recorrer às frações. Para desenvolver de modo gradativo o estudo de frações e obter uma melhor compreensão dos alunos, podem ser trabalhadas atividades que contenham imagens, malhas quadriculadas, bem como situaçõesproblema relacionadas ao cotidiano das crianças. O estudo de frações propicia a compreensão de conceitos ligados a frações decimais, frações relacionadas a porcentagens, adição e subtração de frações, além de conteúdos ligados ao estudo de probabilidade, levando o aluno à compreensão da aleatoriedade dos acontecimentos do cotidiano. No que se refere ao estudo de probabilidade, nesse nível de escolaridade, o aluno é capaz de realizar experimentos e observar eventos em espaços amostrais, estando apto a explorar, na escola, as noções de acaso e de incerteza.

 

Muitas vezes o conteúdo de frações pode se tornar cansativo e, em alguns casos, desmotivar os alunos durante o processo de ensino e aprendizagem. Para evitar tais situações, possibilitando a familiarização com o conteúdo, alguns jogos e atividades lúdicas podem auxiliar na compreensão do assunto, despertando o interesse do aluno durante as aulas.


* Jacqueline Ribeiro Garcia é licenciada em Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e pós-graduanda em Psicopedagogia na mesma instituição. É também a autorada coleção de Matemática Conhecer e Crescer (1º ao 5º ano) pela Escala Educacional.

 



Objetivos:
Desenvolver o conceito de frações equivalentes

Faixa etária: 4º ano

Dominó das frações equivalentes

Peças do dominó (molde)
Tesoura com pontas arredondadas
Cola
Cartolina

1. Organize os alunos em grupos de três e distribua a cada grupo os materiais necessários. Oriente-os a colar as peças do dominó sobre a cartolina antes de recortá-las.
2. Peça aos alunos que espalhem sobre a carteira as peça do jogo com as frações voltadas para baixo. Depois, solicite a eles que embaralhem as peças e distribuam sete delas para cada jogador do grupo. Um não pode ver as peças do outro.
3. As peças que sobraram deverão ficar amontoadas em um canto da carteira com a parte escrita voltada para baixo.
4. Por meio de um sorteio, cada grupo indica quem coloca a primeira peça. O jogador que iniciar a partida escolhe a peça que irá colocar sobre a carteira.
5. O próximo jogador deve colocar a peça se encaixe em um dos laods do dominó, ou seja, deverá colocar uma peça que apresente ao menos uma fração equivalente a qualquer uma das frações da peça do dominó. Veja exemplo a seguir:
6. Caso o jogador não tenha nenhuma peça que se encaixe em um dos lados do dominó, ele deve retirar uma peça do monte das que sobraram. Se a peça que foi retirada se encaixar em algum lado do dominó, o jogador deverá colocá-la. Caso contrário ele deve passar a vez para o próximo jogador.
7. Vence o jogo aquele que ficar sem nenhuma de suas peças primeiro.

 

Dica esperta!
As frações indicadas podem ser substituídas por outras frações. Os alunos também podem confeccionar as peças do jogo. Para isso, oriente-os na escolha das frações que irão compor cada peça. Caso os alunos sintam dificuldades em encontrar mentalmente as frações equivalentes, sugira a eles que utilizem lápis e papel para suas anotações. Diga que os outros jogadores não podem ver os cálculos realizados por eles.


Antes de os alunos começarem a jogar, peça que eles façam estimativas de quantas vezes cada peça vai ser sorteada. Após os alunos responderem às perguntas do passo 4, sugira-lhes que comparem os resultados anotados com as estimativas feitas anteriormente para avaliar suas previsões. Questione-os sobre o que puderam observar.

 


Objetivos:
Trabalhar frações
Trabalhar eventos aleatórios
Explorar as noções de acaso
Trabalhar noções de probabilidade

Faixa etária: 5º ano

Jogo da probabilidade

Sacos de papel
Quadro e fichas

1. Reproduza, com antecedência, o quadro e as fichas do molde.
2. Distribua os alunos em grupos e entregue a cada grupo um jogo de fichas, um quadro e um saco de papel.
3. Peça aos alunos de cada grupo que escolham um representante para sortear as fichas e outro para anotar os eventos. Oriente-os para que realizem vinte sorteios, sendo uma ficha por vez. Após terem anotado no quadro a ficha sorteada, eles devem devolvêla ao saco.
4. Depois de os alunos realizarem os 20 sorteios e completarem o quadro, realize algumas perguntas, como
Em quantos sorteios apareceu um círculo?
Em quantos sorteios apareceu um quadrilátero?
Em quantos sorteios apareceu um triângulo?
Que figura foi sorteada mais vezes?